Facebook Twitter YouTube RSS

CUT ES > LISTAR NOTÍCIAS > DESTAQUES > 20 DE NOVEMBRO: DIA NACIONAL DA CONSCIÊNCIA NEGRA

20 de Novembro: Dia Nacional da Consciência Negra

20/11/2017

Data mais uma vez nos chama a refletir sobre o projeto de sociedade que defendemos e da fundamental importância da população negra em sua construção

Escrito por: Edilson Lenk

No ano em que a escravidão mais uma vez foi adotada no Brasil com a chamada reforma trabalhista imposta por um governo golpista, a mando de empresários sem a menor sensibilidade e com o aval de um congresso que não representa os interesses do povo brasileiro, mais uma vez celebramos o Dia Nacional da Consciência Negra.
A data é muito importante, pois serve como um momento de conscientização e reflexão sobre a importância da cultura e do povo africano na formação da cultura nacional. Os negros africanos colaboraram muito, durante nossa história, nos aspectos políticos, sociais, gastronômicos e religiosos de nosso país. 
Na onda de retrocesso civilizatório que nos assola, os negros e negras no Brasil continuam sem se ver na televisão, nos cargos de poder, nas universidades, nos padrões de beleza impostos e nos mais diversos espaços reservados para a elite e seus herdeiros. A juventude negra continua a sofrer um brutal extermínio, sobre o qual apenas os olhares das estatísticas frias e chocantes são lançados esporadicamente. As mulheres negras continuam ocupando os lugares mais aviltados nos quesitos emprego e salário. A velhice negra se vê condenada a encarar um país onde a saúde pública é exterminada em nome do equilíbrio fiscal que só cobra a fatura de políticas sociais.
Ser negro ou negra não é fácil. E por isso a data de hoje é fundamental para promover a reflexão sobre o tipo de sociedade que queremos. Reproduzir postagens de direita chamando a 356 dias de «consciência humana» é corroborar as teses de que não há racismo no Brasil e de que toda reivindicação não se fundamenta na brutal opressão que se abate sobre nossa população negra cotidianamente.
Lembremo-nos, sim, de Zumbi e seu aniversário de morte em nome da liberdade, lembremo-nos de heróis e heroínas negros, de trabalhadores e trabalhadores que constróem esse país todos os dias. Vamos nos lembrar que nossa população negra deve exaltar sua história, a história africana, toda a contribuição cultural que dão ao Brasil e toda a riqueza que produzem com suor, exaustão e muita exploração. Lembremo-nos, fundamentalmente, que a luta contra o racismo é tarefa cotidiana, que exige comprometimento e fidelidade a um projeto de sociedade que não encontra eco no capitalismo ultra liberal que nos aflige.
  • Imprimir
  • w"E-mail"
  • Compartilhe esta noticia
  • FaceBook
  • Twitter

Conteúdo Relacionado

TV CUT
João Felício, presidente da CSI, Confederação Sindical Internacional, presta solidariedade a sindicalistas coeranos presos.
João Felício, presidente da CSI, Confederação Sindical Internacional, presta solidariedade a sindicalistas coeranos presos.

João Felício, presidente da CSI, Confederação Sindical Internacional, presta(...)

RÁDIO CUT

CENTRAL ÚNICA DOS TRABALHADORES DO ESPÍRITO SANTO
Rua do Rosário, 21 – Escadaria | Centro | CEP 29016–100| Vitória| ES
Fone: (55 27) 3421.5757 / 5756 | www.cut-es.org.br| e-mail: secimprensa@cut-es.org.br