Facebook Twitter YouTube RSS

CUT ES > LISTAR NOTÍCIAS > ACONTECE > ADESÃO TOTAL DOS PORTUÁRIOS DA OPERAÇÃO NA GREVE DOS PORTUÁRIOS DO TVV

Adesão total dos portuários da operação na greve dos portuários do TVV

15/09/2016

No dia 23 de agosto, os trabalhadores pararam o terminal por 24 horas em protesto por reajuste salarial

Escrito por: Cristiane Brandão, assessoria de Comunicação do Suport-ES

Os portuários que atuam na operação aderiram 100% à greve no Terminal Portuário de Vila Velha (Login-TVV), que começou nesta quinta-feira, dia 15, às 7 horas, e segue até as 7 horas de sábado, completando 48 horas de paralisação. Essa é a segunda paralisação da categoria em menos de um mês. No dia 23 de agosto, os trabalhadores pararam o terminal por 24 horas em protesto por reajuste salarial.

As atividades de operação, envolvendo carga e descarga de contêineres e conferência de mercadorias estão paralisadas. Os trabalhadores, liderados pelo Sindicato Unificado da Orla Portuária (Suport-ES) estão em estado de greve desde o dia 26 de julho.

A decisão de greve foi tomada em assembleia da categoria na última terça-feira, dia 13, por conta da falta de uma proposta decente da empresa em relação à reposição salarial, além do objetivo do TVV em retirar direitos conquistados.

O Suport-ES reivindica reposição salarial de 9,98% (março), segundo o INPC-Dieese, e a empresa oferece 6%, retroativo a março. Depois da primeira greve, a empresa se prontificou a fazer nova proposta, mas ainda abaixo do que a categoria espera.

Os trabalhadores estão insatisfeitos com a alteração da escala de trabalho, feita de forma unilateral para os que trabalhavam em turno de revezamento. A escala de turno fixo trouxe até 40% de redução na remuneração dos trabalhadores, que ainda não podem flexibilizar os horários, interferindo na vida social e familiar do empregado. Alguns só pegam escala à noite, limitando o convívio familiar.

O Suport-ES reitera que a greve é a última saída no sentido de fazer valer os direitos dos trabalhadores, e o sindicato está aberto à negociação.

 

Reivindicações

- O Suport-ES reivindica reposição salarial de 9,98% (março), segundo o INPC-Dieese, e a empresa oferece 6%.

- Novo modelo de escala, dentro da lei, que não traga prejuízo ao trabalhador na sua remuneração e nem na vida social.

  • Imprimir
  • w"E-mail"
  • Compartilhe esta noticia
  • FaceBook
  • Twitter

Conteúdo Relacionado

TV CUT
Tutorial: Saiba como participar da campanha pela anulação da Reforma Trabalhista
Tutorial: Saiba como participar da campanha pela anulação da Reforma Trabalhista

#AnulaReforma

RÁDIO CUT

CENTRAL ÚNICA DOS TRABALHADORES DO ESPÍRITO SANTO
Rua do Rosário, 21 – Escadaria | Centro | CEP 29016–100| Vitória| ES
Fone: (55 27) 3421.5757 / 5756 | www.cut-es.org.br| e-mail: secimprensa@cut-es.org.br