Facebook Twitter YouTube RSS

CUT ES > LISTAR NOTÍCIAS > ACONTECE > METALÚRGICOS EM ESTADO DE GREVE

Metalúrgicos em estado de greve

14/12/2015

O movimento paredista foi adotado na manhã desta segunda-feira, após várias rodadas de negociação sem avanços.

Escrito por: Assessoria de comunicação do Sindimetal-ES

 

A partir da próxima quarta-feira, os metalúrgicos capixabas iniciarão uma greve geral para exigir dos empresários avanços na proposta para renovação da Convenção Coletiva de Trabalho.

 

O movimento paredista foi adotado na manhã desta segunda-feira, após várias rodadas de negociação sem avanços.

 

Desde o outubro, o Sindimetal-ES vem tentando negociar com a bancada patronal o pleito dos empregados, que entre outras coisas reivindicam reajuste salarial de 10,3%, o equivalente a inflação do período (INPC), auxílio-alimentação no valor de R$ 300,00, entretanto os patrões se mantém irredutíveis na proposta de reajuste abaixo da inflação.

 

“Esse ano, os patrões estão alinhados ao discurso da crise para enfraquecer a campanha salarial dos metalúrgicos, mas sabemos que em várias empresas metalúrgicas a realidade é outra. Há muitas empresas que mantiveram a produção e que têm condições financeiras de conceder o reajuste pleiteado pelos companheiros”, lembra o diretor do Sindimetal-ES Walter Bernardo.

 

Com crise ou não, os metalúrgicos já foram solidários a classe empresarial ao abrirem mão do ganho real, o que de uma forma ou de outra já representa perdas para a categoria. “Estamos sendo maleáveis ao abrir mão do ganho real, agora é hora de os patrões também serem flexíveis e conceder o mínimo que os metalúrgicos merecem, que é a reposição da inflação. Vamos lutar até o final para conquistar o reajuste de 10,3%”, garante Walter.

 

A votação do edital de greve aconteceu em assembleia realizada pelo Sindimetal-ES em frente à sede do Sindicato, em São Diogo, na Serra e teve aprovação de 100% dos metalúrgicos.

 

Na quarta-feira, os trabalhadores voltam a se reunir em frente ao Sindicato e esperam encontrar uma nova proposta dos patrões, caso contrário retornarão para as suas casas.

 

A greve está prevista para acontecer em todas as empresas metalúrgicas do Estado. É importante os trabalhadores estarem mobilizados e ficarem atentos aos comunicados do Sindimetal-ES.

 

“Esse momento é de irmos à luta. Vamos estar unidos e seguir com determinação para conquistar o que queremos. O desafio é grande, mas nossa coragem em lutar pelos nossos interesses é muito maior”, lembra o diretor Walter.

  • Imprimir
  • w"E-mail"
  • Compartilhe esta noticia
  • FaceBook
  • Twitter

Conteúdo Relacionado

Nome:
E-mail:
Título:

TV CUT
João Felício, presidente da CSI, Confederação Sindical Internacional, presta solidariedade a sindicalistas coeranos presos.
João Felício, presidente da CSI, Confederação Sindical Internacional, presta solidariedade a sindicalistas coeranos presos.

João Felício, presidente da CSI, Confederação Sindical Internacional, presta(...)

RÁDIO CUT

CENTRAL ÚNICA DOS TRABALHADORES DO ESPÍRITO SANTO
Rua do Rosário, 21 – Escadaria | Centro | CEP 29016–100| Vitória| ES
Fone: (55 27) 3421.5757 / 5756 | www.cut-es.org.br| e-mail: secimprensa@cut-es.org.br